Triorganizada | 7 dicas para organizar a vida moderna: sem doméstica!
444
post-template-default,single,single-post,postid-444,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

7 dicas para organizar a vida moderna: sem doméstica!

Com as novas regras que passaram a regular a profissão das empregadas domésticas, foi preciso avaliar a contratação ou permanência dessas “secretárias” no lar em razão dos custos e novas condições de trabalho.

Para quem dispensou sua empregada doméstica, as rotinas diárias foram alteradas e limpar, organizar, cozinhar, arrumar, lavar, passar, etc., etc., etc., passaram a fazer parte do dia a dia de quem tem que se virar para dar conta da casa! E a lista dessas atividades é extensa!

Foto: Google

E, se você não sabe como fazer ou por onde começar, ou se você acha que a sua vida está um caos e que não consegue colocar no lugar, separei 7 dicas de organização para você entender que é possível se adequar à nova vida moderna sem doméstica, sem se sobrecarregar de trabalho, e, ainda, facilitar a sua vida!

1 – ELIMINE

Elimine os excessos, principalmente os objetos expostos em prateleiras e mesas. Os bibelôs e objetos de decoração enfeitam e dão um toque e aconchego à nossa vida, deixando o ambiente com a nossa “cara”, mas, sinceramente, são realmente necessários?! Na vida moderna, tanto na organização quanto na decoração, menos é mais! Observe os objetos que você tem em casa. Avalie. Desfaça-se do acúmulo. Acredite: poucos objetos facilitam a limpeza e tiram a impressão de bagunça no ambiente.

Se tiver com dificuldade de desapegar, leia também: Isso me traz alegria?

2 – DIVIDA AS TAREFAS

Lavar_louça-disfarça_bagunça

Foto: Google

Todos da casa devem se envolver: cada um deve cuidar e guardar o seu pertence. Até uma criança pode (e deve) ser responsável pelos seus brinquedos. Aplique a regra básica: usou (ou brincou), guardou! Não deixe acumular a bagunça.

E, claro, divida também as tarefas “em comum” como retirar a mesa do café, almoço ou jantar (de preferência logo após o término da refeição para evitar aquela “preguiça” de arrumar depois). A ordem é fundamental na educação das crianças.

Para saber como ensinar a criança a ajudar na organização, leia também: Organização é coisa de criança!

3 – INVISTA EM ELETRODOMÉSTICOS

Máquina de lavar louça, vassoura elétrica, passadeira e vaporizador de roupas, …, há cada vez mais opções no mercado. E, muitas vezes, nos perguntamos se são realmente úteis. Quando descobri o aspirador de pó na minha vida, confesso: não abro mão!!! Embora o aspirador do pó ainda seja “muito dependente”, pois não sai andando pela casa sozinho (pelo menos não nos modelos comuns aqui no Brasil), ele consegue alcançar aquele pó escondido e toda a surpresa existente no tapete. Até a criançada pode usar. Acredite, eles acham divertido!

Os eletrodomésticos foram feitos para trabalhar e facilitar a vida doméstica. Mas, é preciso ver o que é útil para você. Comprar para deixar “entulhado” num canto ou armário, não dá!!!

4 – SEJA PRÁTICA

Antes de comprar um objeto, veja a utilidade e também praticidade que ele tem, pensando em facilitar (e não complicar) o seu dia a dia. Um dia, comprei uma “forma de bolo tamanho pequeno com fundo removível” para fazer uma receita da minha mãe. Mas, sinceramente, nunca fiz o tal bolo! Só pensava nele pronto, feito pela minha mãe…Dei a forma para a minha vizinha, que é uma chef de cozinha de primeira e certamente irá usar! Se eu precisar da forma, peço emprestada pra ela…mas, é mais provável que eu peça que ela faça o bolo pra mim!!!!

Outra dica de praticidade é organizar os objetos pensando em tê-los à mão quando precisar. Não dá pra ficar perdendo tempo (que às vezes não se tem) procurando, procurando, procurando… Um exemplo, são as chaves do carro e da casa: onde guardar? O melhor lugar é colocar um organizador no local onde você sempre deixa e acha prático para pegá-las na hora de sair. Pode ser um bandeja, um porta-chaves na parede, uma caixinha em cima da mesinha…. seja onde for, lá estará quando você precisar!

5 – SEJA VERSÁTIL

Utilize objetos que possuem várias funções e tire o máximo proveito. Uma fruteira bonita que enfeita a mesa de jantar pode servir de saladeira ou travessa para um almoço ou jantar, reduzindo a necessidade de ter vários objetos guardados. As tigelas de sobremesa ou sorvete também podem ser usadas para servir um caldo ou sopa nos dias mais frios, dispensando os pratos fundos do armário.

6 – PROGRAME-SE NO INÍCIO DA SEMANA

salada preparada

Foto: Google

Em quais dias será feita a limpeza da casa e lavada a roupa? Qual será o cardápio da semana? Uma dica que funciona é deixar porções de alimentos já preparados, durante o fim de semana, na geladeira ou freezer, para facilitar o preparo no dia a dia. Assim, também não há desculpa para se alimentar mal!

Quais serão as tarefas das crianças? E as roupas e uniformes das crianças, já estão prontos para uso na semana? Eu preferi comprar 5 camisetas e 5 calças de uniforme para não ter que me preocupar com a roupa durante a semana, principalmente morando num lugar com muita umidade (no inverno, não há roupa que seque ao ar livre!). Você pode garantir e comprar mais 1 ou 2 peças de uniforme para “imprevistos” das crianças. Vai que, na hora de sair de casa para a escola, derrame suco na roupa…acontece!

7 – MUDE OS HÁBITOS!

Já que novas tarefas em casa serão assumidas, o ideal é mudar os hábitos. Leva algum tempo para adquirir o novo hábito, mas vale a pena insistir na nova rotina para facilitar o seu dia a dia. Se alguma rotina não estiver funcionando bem, repense e modifique o que for necessário para tornar prática a sua vida doméstica.

triorganizada
fabiana@triorganizada.com.br

Fabiana Machado.
Consultora em organização.