Triorganizada | 5 dicas para ajudar a decidir o que fica
229
post-template-default,single,single-post,postid-229,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

5 dicas para ajudar a decidir o que fica

O primeiro passo para organizar é descartar os objetos estragados, quebrados, lixo, o que não usa mais ou não serve. E, para organizar, é importante:

Guardar o que realmente usa + Respeitar o espaço físico.

É fundamental estabelecer um limite para as coisas, ficando com o que realmente é necessário e observando o espaço físico existente. Deve-se respeitar o seu espaço. Com isso, você não acumula excessos, não amontoa os objetos e não tem dificuldade para ver e usar os seus pertences.

Leia também:  5 erros comuns na hora de organizar.

Ainda assim, você pode encontrar alguma dificuldade para decidir o que realmente deve ficar. Mas, algumas dicas podem ajudar:

1. NO ROUPEIRO

Aplique a “Regra dos 4 tens”:

1. Tem que servir

2. Tem que vestir bem

3. Tem que se sentir bem

4. Tem que usar

Se alguma peça não se encaixar na regra acima, DESCARTE!

Leia também: A trilha da organização

2. MAQUIAGEM

É necessário ter uma quantidade infinita de batons, lápis e afins? Salvo se você trabalha em um circo ou com animação de festas, acho que não é tão necessário assim…

Maquiagem

Foto: Google

Os produtos de beleza sofrem muito com a variação de luz e, principalmente, de temperatura, estragando com muita facilidade e podendo trazer danos para a sua saúde.

Em geral, esses produtos devem ser trocados mesmo ainda dentro da validade que consta na embalagem.

Leia também: 7 dicas simples para organizar e conservar os produtos de beleza.

Então, invista em poucos e bons produtos e vá adquirindo novos, substituindo os anteriores. Assim, você garante a sua saúde e a organização da sua vida!

3. LEMBRANÇAS E PRESENTES

Lembrancinhas de aniversário, casamento ou da família, souvenir de lugares que, às vezes, você nem visitou, precisam mesmo ficar guardados?

Se o objeto tem algum valor sentimental, você pode colocar em destaque como peça decorativa ou pendurar na parede, aproveitando o espaço e livrando os armários e mesas.

Presentes

Foto: Google

Caso contrário, guarde as lembranças apenas na memória ou tire uma foto do objeto, fazendo um álbum digital e aproveitando para contar a história daqueles momentos. Assim, você eterniza o momento e se livra dos excessos.

E os presentes que você ganhou, mas não gostou e você não conseguiu trocar ou não pode usar, também não precisam ficar guardados. Quando você recebe um presente, o objetivo já está cumprido: alguém quis lhe agradar e você se sentiu feliz e grato por isso. Então, não tenha medo de desapegar se você não for usar o presente e guarde a lembrança e o sentimento. 

4. CONTAS DO MÊS

contas-do-mes

Foto: Google

Você sabia que há forma de simplificar a quantidade excessiva de papeis?

O “Termo de Quitação Anual” pode substituir toda a papelada antiga!

Você guarda apenas 5 comprovantes ao invés de arquivar 60! Menos papel e mais espaço garantido!

Saiba aqui: Como organizar as contas.

5. LOUÇAS

Pense em quantas pessoas você recebe ou pode receber em sua casa… É realmente necessário ter um aparato para buffet?

E a quantidade de potes de plástico na cozinha, são realmente necessários?

Se você guarda tudo, achando que um dia pode precisar, esse post também é para você.

E você, quer ajuda para definir o que fica na sua casa? Escreva-me!

triorganizada
fabiana@triorganizada.com.br

Fabiana Machado.
Consultora em organização.